11.1.09

THE WRESTLER (2008), de Darren Aronofsky

Continuando as falácias. Como disse há algum tempo atrás, o Mickey Rourke é um dos meus atores favoritos desde que comecei a acompanhar alguns filmes do cara dos anos 80. Rourke era um espetáculo atuando, algo que me lembra um Marlon Brando. Sério! É só assistir NOS CALCANHARES DA MÁFIA, CORAÇÃO SATÂNICO, O ANO DO DRAGÃO e muitos outros, pra perceber (ou não, o que é mais provável). E vou repetir: sempre achei que se não tivesse largado a carreira de ator pra seguir a de pugilista profissional, Rourke já teria roubado papéis de muitos oscarizáveis nos últimos anos. Mas agora não preciso mais pensar assim. O sujeito conseguiu se reerguer. E nossa! Como é bom ver novamente o velho Rourke atuando pra valer!

Todo mundo já deve saber o básico do filme, então vamos lá: Rourke vive aqui Randy 'The Ram' Robinson, um lutador de Luta Livre (é, aquela que é tudo de mentirinha) decadente que passa por maus bocados com a grana sempre apertada, saúde debilitada e problemas de relacionamento com a filha. A única coisa que sabe fazer e faz muito bem, é se apresentar nos ringues e dar um show de wrestler onde ainda possui um bom número de fãs, até porque este esporte também anda mal das pernas ultimamente. O filme acompanha integralmente a jornada de Randy, mas ainda sobra espaço para Cassidy, uma stripper interpretada pela Marisa Tomei, que está maravilhosamente linda e muito bem em sua personagem e que serve de apoio para Randy em alguns momentos.

Assistindo ao filme, me peguei pensando na dependência que essas pessoas têm do próprio corpo para sobrevivência. Randy só sabe subir num ringue e lutar – por mais que seja tudo falso, não deixa de ser um exercício físico desgastante – enquanto Cassidy exibe o seu para poder ganhar dinheiro. Mas é algo para se refletir com mais profundidade...

A direção de Aronofsky é muito boa. Sempre com a câmera na mão, seguindo de perto o protagonista, com edição fragmentada, me lembrou vagamente uma mistura de Lars Von Trier com Gus Van Sant, mas de forma mais comedida. É um filme muito simples, mas ganha o espectador pela carga poderosa da monstruosa atuação do Rourke, e ainda pela fotografia crua, a mão segura do diretor e nas escolhas que faz. Ah! E as cenas de lutas são demais, viscerais e realistas. Aronofsky aborda muito bem os bastidores deste esporte e ver Mickey Rourke dando uma de Ted Boy Marino é excelente! O sujeito põe pra quebrar nas coreografias da Luta Livre.

Rourke é o grande nome em THE WRESTLER, isso fica bem claro, e não vou ficar rasgando mais elogios para o cara. Já li algumas comparações entre a vida do personagem com a do próprio ator em relação à decadência e tal. Eu não vejo tanto assim. Se forçar, dá pra comparar, mas são situações completamente diferentes. O que importa é que ele retorna ao topo. Talvez tão alto quanto jamais esteve, e o velho Rourke merece.


Obs: E hoje teremos o Globo de Ouro, não que eu tenha obsessão por esses premiozinhos de merda, mas espero ver o trabalho do Rourke em THE WRESTLER sendo reconhecido mais uma vez. Ficaremos na torcida!

18 comentários:

  1. Rourke é ídolo e sempre será.
    E se ele não ganhar o globo de ouro tá errado.

    ResponderExcluir
  2. Pô, que coincidência falarmos de filmes do Aronofsky no mesmo dia, hein?
    Não sou fã do Rourke, mas acho que ele merece essa nova chance.
    Depois de ter adorado The Fountain estou bem mais animado para ver esse ai!

    ResponderExcluir
  3. pelo que vejo, achou ate agora o melhor da temporada?

    é minha aposta tambem, mas vou esperar o cinema

    ResponderExcluir
  4. hahahaha
    ganhou o cara, ele é foda.

    ResponderExcluir
  5. Ele é demais! Dois momentos legais do Globo de Ouro: Rourke quase caindo na escada e Aronofsky mandando Rourke tomar no cu! O resto foi uma bosta. SLUMDOG melhor filme? pfffff

    ResponderExcluir
  6. Viva Rourke! Foda foi o REF na TNT. Disse que Rourke estava interpretando a si mesmo, um monstro. HAHAHA, só rindo mesmo.

    ResponderExcluir
  7. E além do Rourke teve o Bruce, que eu tava na torcida também. Aliás, só essas duas premiações já valeram todo o Globo de Ouro, porque o resto foi sem graça. Pessoal dando prêmio pra morto, quando quem realmente deveria ganhar era o Downey Jr., Slumdog (que tem cara de "eu quero ganhar um Oscar") levando um montão de prêmios. Agora é esperar pelo Oscar.

    ResponderExcluir
  8. Daniel The Walrus12/01/09 03:09

    MICKEY RULEIA!!!

    Cara, q foda ver ele, parecendo um músico do Sex Pistols depois de um show subindo naquele palco cheio de amolfadinhas em choque, REF incluso dando os chiliques dele de sempre. huahuahua.

    É por essas e outras q eu continuo botando fé nessas premiações.

    ResponderExcluir
  9. Daniel The Walrus12/01/09 03:14

    REF como sempre, com seu mundarel de merdas, uma atrás da outra, totalmente afetado. Se em um Oscar ele não mandar essas, pode ligar pro hospital pq tem algo errado.

    Ele chegou a dizer q Wrestler era o filme q recussitaria um astro q ninguém gostaria q recussitasse. Ninguém? Será q esse cara se quer se preocupa em se informar sobre popularidade histórica q um ator tem ou não tem do público fiel de cinema? Ainda mais alguém q chegou a ser comparado ao Marlon Brando, se eu não me engano inclusive pelo próprio REF.

    ResponderExcluir
  10. Cara...sua crítica está primorosa e realmente resume o filme. Concordo plenamente, sendo um dos filmes que eu me identifiqueo plenamente pelo sofrimento do personagem em si e a angustia, retratada perfeitamente por Rourke. Desde o dia que vi o filme, já estava com a cabeça de que ele MERECERIA vencer o Oscar, e o único que poderia tirar isso dele seria Sean Penn. Mas, por obviedade, eu torci muit durante a transmissão do GG pela vitória de Rourke. Quando o filme ganhou de canção, outro espetáculo a parte, eu realmente me emocionei pois a música é linda e retrata perfeitamente o ar do obra prima de Aranofsky. Quando anunciaram "And the Golden globe goes to...MICKEY ROURKE" eu pulei do sofá e me senti muito bem em saber que o talento do cara foi reconhecido e existe MUITAS chances de vir o SAG e o OSCAR também. Além disso, verei Milk e direi o que realmente acho da atuação do Sean.

    OBS: Gostaria de conversar sobre detalhes do The Wreslet. Você tem msn, Ronald?

    Abração cara.

    ResponderExcluir
  11. DANIEL e PEDRO: Haha, o REF é uma piada mesmo! Mas eu só consigo assistir essas premiações com os comentários dele. Tudo fica mais divertido! E foi uma coisa linda ver o Rourke, vestido daquele jeito, no meio daquele monte de terninhos, com aquele cabelo na boca, agradecendo os cachorros dele! hahah

    RODRIGO: Valeu pelo comentário! Meu msn é perronefaria@hotmail.com
    O difícil é me encontrar por lá, mas vamos ver... hehe

    ResponderExcluir
  12. Daniel The Walrus12/01/09 18:42

    Ah, e ROnald eu imaginei q vc não iria gostar de Slumdog Millionaire ganhando melhor filme memso. hahahha. Mas pra mim só me deixou com mais vontade de ver. Aliás, o único dos concorrentes q eu não tenho vontade de ver é o Revolutionary Road. Sam Mendes pra mim foi Beleza Americana e só.

    Agora, será q o Rourke tem chances mesmo de ganhar o Oscar ou aí já é demais pros velinhos judeus da academia? O Penn seria um q eu adoraria ver ganhando se o Rourke não o fizer, mas pelo papel dele acho até mais difícil q o próprio Rourke! rsrsrs.

    ResponderExcluir
  13. Nossa, Slumdog vencendo como melhor filme é uma merda, e pior é que provavelmente vai ganhar o Oscar. Benjamin Button é muito melhor!

    O Rourke tem que vencer o Oscar! Quero só ver o figurino! hahah
    Mas o Sean Penn também está excelente! Se vencer, fico feliz também.... mas minha torcida vai pro Rourke!

    ResponderExcluir
  14. Rourke é o cara e acredito que era o que faltava pro Darren: um filme "simples". Minha dúvida é se já baixo ele ou me aguento e vou no cine... eita nós.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  15. Vi o filme haha. Pqp, Rourke foda demais, merecia la o prêmio mesmo. Mas no geral é um bom filme, nada demais, talvez por que a direção do darren não tenha me agradado tanto, me irrita profundamente aquele uso excessivo de camera de mão, essa mania atual é horroroza, SERÁ QUE OS PUTOS NÃO SABEM QUE EXISTE STEADYCAM e TRAVELLINGS, que merda.

    ResponderExcluir
  16. A direção e o filme de uma forma geral é bem simples mesmo. Mas pelo menos não tem malabrismos enfeitados e inúteis que é a pior mania atual.

    ResponderExcluir
  17. malabarismo tem que saber fazer, senão caga tudo.

    mas pelo menos não tem aqueles milhoes de cortes que tem em Requiem por um sonho, coisa horroroza aquilo.

    melhor direção dele é essa ae mesmo.

    ResponderExcluir