18.1.09

ROCKNROLLA (2008), de Guy Ritchie

Sem tirar nem por, Guy Ritchie segue fazendo aquilo sabe, fiel ao seu estilo, doa a quem doer. Quem não gostou de seus filmes anteriores não é agora que vai passar a gostar. Mas quem gostou (como eu), vai se divertir mais uma vez com ROCKNROLLA, que pertence a mesma linha dos filmes que o “consagraram” (para o bem ou para o mal).

Inclusive o enredo possui o mesmo esquema: por trás de uma teia de tramas criminosas que se entrelaçam, há um objeto fetiche (o quadro da sorte de um gangster russo, neste caso) que passa de mão em mão entre os gangsters londrinos, um roqueiro drogado, uma contadora pilantra e etc. Tudo isso acompanhado pelo estilo videoclípico do ex-marido da Madonna que, vejam bem, funciona perfeitamente dentro da proposta.

A referencia principal de Ritchie é Tarantino, mesmo que os filmes de gangsters seja algo mais que clássico no cinema. Como eu disse, seus filmes sempre apresentam o cruzamento de histórias paralelas, mas continua acompanhando a escola do diretor de PULP FICTION com a trilha sonora espertalhona e o uso de violência em situações ridicularizadas sempre ao tom de um humor negro.

Em uma das melhores cenas de ROCKNROLLA acontece justamente isso. É a tentativa de um roubo onde três gangsters londrinos (um deles interpretado pelo spartano Gerard Butler) se deparam com dois russos que são verdadeiras máquinas e a situação acaba se desenrolando numa sucessão de gags tão violentas quanto engraçadas.

Além de Butler, e vários bons atores, o filme conta com a presença do grande Tom Wilkinson interpretando um bandidão estilizado. O filme é bem divertido, no final das contas, e mostra que Guy Ritchie é uma das únicas sombras do Tarantino que consegue manter um estilo próprio. O próximo filme do cara é Sherlock Holmes, com Robert Downing Jr. e Jude Law. Tem tudo pra ser uma nova experiência para o diretor, mas depois ele pode continuar fazendo o mesmo de sempre...

Obs: Tratando da filmografia de Ritchie, eu SEMPRE ignoro aquela porcaria que ele fez com sua ex-mulher.

8 comentários:

  1. Revolver também é legal, mesmo quando ele estava casado com aquela pé-frio ...

    E estou louco para ver Rockrolla ... nunca desisti de acreditar em Guy Ritchie!

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto dos filmes dele que vi. Snatch é excelente, seu melhor. Em segundo vem Jogos, trapaças e dois canos fumegantes e por último "A Última Cartada", que não achei essa ruindade toda, como falaram.
    Esse Rocknrolla parece ser mais do mesmo, mas não deixa de ser divertido.

    ResponderExcluir
  3. hahahaha
    Que Merda. Venho me corrigir.
    A Última cartada é do Joe Carnahan. É que parece tanto com o estilo Ritchie de ser que confundi.
    Só vi os dois melhores dele, então.

    ResponderExcluir
  4. Heheh, já ia estranhar...
    O Carnahan é outra sombra do Tarantino, só que sem a personalidade do Guy Ritchie.

    ResponderExcluir
  5. Vai pegar meio mal mas...
    Madonna > Guy Ritchie
    aehuaehuaeheheuhaehuehuaehuaehaehuae
    e olha que eu cago e ando pra ela.

    ResponderExcluir
  6. Poxa, Canos Fumegantes é mais que ótimo. Se Rock'n'Rolla seguir o estilo, eu vou gostar também.

    Ronald, essa semana começa o especial lá, mas não tem pressa viu, tranquilaço o esquema. E vi The Wrestler, puta filme emocionante do caralho. Merece um Oscar no mínimo, mas se não levar dane-se, continua um filme espetacular.

    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Vi ontem ... rapaz ... como diz Marji em Persepolis ... GENIALLL

    Muito divertido e com um esquema que já vimos nos outros filmes dele, mas a diferença é quem está contando a história e ele ainda tem pulso firme ...


    e que sequencia do cacete é essa da perserguição em?
    abraços

    ResponderExcluir
  8. vi uns pedaços de revolver, vergonha alheia...

    ResponderExcluir

MUDANÇA DE CASA

Depois de um feedback por aqui e na página do Dementia¹³ no facebook , resolvi tomar mesmo a decisão de fechar as portas por aqui e me muda...