Pular para o conteúdo principal

Anos 40

Quando fiz a lista dos meus filmes preferidos dos anos 50, disse que não daria continuidade para as décadas de 40, 30 nem de 20. Mas como a Liga dos Blogues Cinematográficos (da qual eu sou membro, por incrível que pareça) está elaborando um top da década de 40, resolvi postar aqui o que eu mandei pra eles:

1. Ladrões de Bicicleta (Ladri di biciclette, 48), Vittorio de Sica
2. Festim Diabólico (Rope, 48), Hitchcock
3. As Vinhas da Ira (The Grapes of Wrath, 40), John Ford
4. Consciências Mortas (The Ox-Bow Incident, 43), William A. Wellman
5. O Boulevard do Crime (Les Enfants du paradis, 45) Marcel Carné
6. A Felicidade não se Compra (It's Wonderfull Life, 46), Frank Capra
7. A Beira do Abismo (The Big Sleep, 46), Howard Hawks
8. Cidadão Kane (Citizen Kane, 41), Orson Welles
9. O Tesouro de Sierra Madre (The Treasure of Sierra Madre, 48), John Huston
10. Curva do Destino (Detour, 46), Edgar G. Ulmer
11. Fuga do Passado (Out of the Past, 47), Jacques Tourneur
12. Pacto de Sangue (Double Indemnity, 44), Billy Wilder
13. Interlúdio (Notorious, 46), Hitchcock
14. O Grande Ditador (The Great Dictator, 40), Charles Chaplim
15. O Terceiro Homem (The Third Man, 48), Carol Reed
16. Obsessão (Ossessione, 42), Luchino Visconti
17. Roma - Cidade Aberta (Roma - Città Aperta, 45), Roberto Rossellini
18. Paixão dos Fortes (My Darling Clementine, 46), John Ford
19. O Falcão Maltês (The Maltese Falcon, 40), John Huston
20. Matei Jesse James (I Shot Jesse James, 49), Sam Fuller

Não tenho muito bagagem nesta década, por isso a obviedade dos títulos e a repetição de diretores, mas enfim...

Comentários

  1. E ainda diz que não tem muita bagagem dessa época hehehehe
    Quantos clássicos. Gostei da inclusão de "A Felicidade não se compra", um de meus filmes prediletos.

    ResponderExcluir
  2. Era útil colocares também o título original dos filmes. Confesso que há muitos que não identifico ;)

    ResponderExcluir
  3. Pronto. Títulos originais colocados pra ajudar nossos amigos de Portugal. =)

    ResponderExcluir
  4. Assisti quatro filmes dessa lista (Vinhas da Ira, Kane e O Grande Ditador) e também colocaria Festim Diabólico no topo. Abss!

    ResponderExcluir
  5. Pois é, por coincidência paramos as listas na década de 50, e a Liga faz a votação para os anos 40. Por sorte, também foi incluido na LIga na votação mais recente, farei minha lista na próxima semana. Essa sua lista está muito boa, encabeçada por um filme que, de fato, é digno de ocupar essa posição.

    ResponderExcluir
  6. Pois é, adoro Ladrões de Bicicleta e considero um dos melhores de todos os tempos. Espero ansioso pra ver a sua então!

    ResponderExcluir
  7. Leandro Caraça26/11/2008 13:23

    Acho que sou só eu que considera FESTIM DIABÓLICO um dos mais fracos Hitch dos anos 40.

    Do Capra eu colocaria ESSE MUNDO É UM HOSPÍCIO, uma das melhores comédias já produzidas pelo ser humano.

    ResponderExcluir
  8. Não sei se é só você, Leandro, mas eu acho FESTIM DIABÓLICO um dos melhores do gordinho.

    Esse do Capra eu ainda não vi...

    ResponderExcluir
  9. Esse do Capra eu acho bem ruim. Gosto de Festim Diabólico, mas Interlúdio e A Sombra de uma Dúvida são bem melhores - falando da década.

    Quem sabe faça uma lista tbm, já que os dois parceiros têm que fazer e eu nao tenho o status deles, vou na onda, hehe. Teremos coisas em comum, mas acho que não tanto quanto nas outras. Veremos.

    ResponderExcluir
  10. nao dá para fugir dos filmes noir

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

OS BÁRBAROS (The Barbarians, 1987)

Daquela listinha de filmes de fantasia, Sword and Sorcerer, que eu postei outro dia, um dos exemplares que causou mais alvoroço foi OS BARBAROS. Alguns amigos acharam engraçado por eu ter lembrado desse filme que passou milhares de vezes no Cinema em Casa do SBT. E como estamos falando de um trabalho do italiano Ruggero Deodato, nada melhor que ressaltar como era bom ter doze anos e poder conferir às tardes da TV brasileira nos anos 90 um filme com bastante sangue, membros decepados e peitos de fora. Algo impossível para um moleque atualmente, que tem de se contentar com os filmes de animais falantes que empesteiam diariamente a programação… Neste fim de ano, meus votos de um grande pau no c@#$% do politicamente correto.

De todo modo, OS BÁRBAROS é uma porcaria. Fui rever essa semana para escrever para o blog e, putz, acreditem, é a coisa mais ridícula do mundo. Ainda bem que já sou vacinado contra tralhas desse tipo e encontro tantos elementos engraçados que fica impossível não sair…

O IMBATÍVEL (Undisputed, 2002)/O LUTADOR (Undisputed 2: Last Man Standing, 2006)

No útlimo fim de semana procurei outros filmes recentes do Michael Jai White para vê-lo distribuindo porrada em meliantes como em BLOOD AND BONE e BLACK DYNAMITE. Me deparei com UNDISPUTED 2, continuação de um filme dirigido pelo Walter Hill em 2002 e que, por pura negligência da minha parte, ainda não havia assistido. Enfim, foi uma experiência interessante, além de poder ver um ótimo filme de luta estrelado pelo Jai White ainda tirei o atraso com o filme Hill, que é obrigatório para os fãs do sujeito.

Ambos os filmes se passam em prisões e envolvem lutas “profissionais” entre os encarcerados, mas o resultado de cada é bem diferente um do outro. UNDISPUTED é puro Walter Hill! Cinema classudo, sério, focado em personagens bem talhados e com direção extremamente segura. Temos Wesley Snipes na pele de Monroe Hutchen, campeão de boxe de Sweetwater, uma prisão de segurança máxima que promove legalmente lutas entre presos. Ving Rhames é George Iceman Chambers, o campeão mundial dos pesos …

OS IRMÃOS KICKBOXERS, aka BLOOD BROTHERS (1990)

Também conhecido como NO RETREAT, NO SURRENDER 3 em alguns países. Não é tão espetacular quanto o segundo, mas é um veículo divertidíssimo que serve de vitrine para que Loren Avedon e Keith Vitali (os irmãos do título) demonstrem suas habilidades em artes marciais em sequências alucinantes de pancadaria! Até hoje me lembro quando eu era um moleque de oito ou nove anos pegando a fita da Top Tape na locadora com meu irmão mais novo. Passamos o fim de semana inteiro assistindo repetidas vezes este que foi o meu primeiro “kickboxer movie”.


Na trama, os dois personagens não vão muito com a cara do outro. Avedon é um professor de kickboxer que dirige um fusca, enquanto Vitali ganha a vida como policial respeitado, seguindo os passos de seu pai. Ambos lutam pra cacete! Para resumir o enredo, uma tragédia na família acontece (leia-se alguém é assassinado) e acaba sendo o motivo de reaproximação dos irmãos, que deixam as diferenças de lado e juntam forças para fazer exatamente aquilo que se …