21.4.09

LUTADOR DE RUA (Hard Times, 1975), de Walter Hill

Outro dia sentei com meu velho para assistir a LUTADOR DE RUA que passou no TCM, atualmente o melhor canal da tv fechada para se encontrar bons filmes. Pena que nem tudo é perfeito e passaram com a porcaria do full screen preenchendo a tela. Mas tudo bem, qualquer hora dessas eu arranjo com o formato original pra rever, pois vale muito a pena. Filme poderoso cuja trama retrata perfeitamente o período da grande depressão sob o ponto de vista de dois sobreviventes (cada um à sua maneira) que se unem para ganhar uma grana com apostas em brigas de rua numa New Orleans subjugada pela situação em que o país vivia. Temos aqui um lutador de rua interpretado por Charles Bronson e seu agente, encarnado pelo James Coburn. O filme também conta com Jill Ireland, como sempre, fazendo o par romântico de Bronson...

É muito bom ver o velho Bronson em um de seus grandes momentos. Típico personagem “bronsoniano”, ele vive aqui um sujeito de poucas palavras, muita atitude, chega de trem com apenas uma sacola e sem passado encarando aquele universo de frente. Sua presença em cena é pra destroçar a opinião de qualquer um que ainda não acredita que ele foi um dos maiores atores de sua geração. James Coburn também está excelente; mais afoito e explosivo, acaba tendo grande importancia na narrativa, embora nunca tire o brilho de Bronson, principalmente porque este último é o cara que arrisca a fuça nas brigas.

E o trabalho de câmera de Walter Hill é exemplar nestas sequências de luta, valorizando cada plano e a performance dos atores. Trabalho de corpo genial. E olha que LUTADOR DE RUA foi a estréia de Hill na direção, embora já demonstrasse um talento peculiar para este estilo de cinema escrevendo roteiros. OS IMPLACÁVEIS, de Sam Peckinpah e THE MACKINTOSH MAN, do John Huston, são alguns exemplos que podemos encontrar em seu currículo até então.

Só uma curiosidade, para finalizar, inicialmente LUTADOR DE RUA se chamaria THE STREET FIGHTER, mas desistiram do nome justamente porque um certo filme oriental com um tal de Sonny Chiba havia sido lançado primeiro. Acabou com o nome HARD TIMES no original. E é isso aí, pessoal!

11 comentários:

  1. Excelente, talvez o melhor do Hill (com Caçada de Morte).

    Ronald, escrevi sobre "Una sull'autra", depois da uma olhada.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Filmaço, um dos melhores tanto do Bronson quanto do Hill. Tem em dvd, é até facilmente encontrável nas locadoras.

    ResponderExcluir
  3. Tenho ele fácil, mas nunca tinha me animado. Vou conferir depois.

    Alguma semelhança com 'Cinderela Man'?

    Bronson e Coburn juntos sempre acaba em coisa boa.

    ResponderExcluir
  4. hum... não. Tirando o periodo que os dois filmes se passam, não há qualquer semelhança.

    ResponderExcluir
  5. Muito massa ver filme com o coroa. Sempre assistia pancadaria e futebol quando morava com o velho, o último foi Wrestler.

    E bom saber se acha em locadoras, até porque minha net anda bem capenga ultimamente. Bronsão é Bronsão.

    Abs!

    ResponderExcluir
  6. Meu pai é fã do Charles Bronson!

    ResponderExcluir
  7. Quanto a essa coisa do pai, o meu também é, hehe. Mas não acredito que ele seja um cinéfilo, acho que apenas pegou o período da tv de 'à queima-roupa' e tal. O Broson grisalho, que também é fodão, convenhamos.

    ResponderExcluir
  8. Esse filme é uma droga. Bom mesmo é Sindrome de Caim.

    Desculpe, não resisti. haha.

    E Bronson bem q poderia ensinar o Crowe à bater...e atuar tb, de brinde.

    ResponderExcluir
  9. Augusto Cezar Lima Queiroz19/04/13 17:15

    Um dos melhores filmes do Charles Bronson. Recomendo.

    ResponderExcluir