6.4.09

DRUNKEN MASTER (Jui kuen, 1978), de Yuen Woo-Ping


Sempre tive esperança de que a carreira do Jackie Chan pré-Hollywood fosse bem superior, já que o único filme dele desta fase que eu me lembro bem de ter visto foi UM KICKBOXER MUITO LOUCO nas tardes do SBT e era fanático! Simplesmente genial. Vi alguns outros também, mas era muito novo e já não tenho recordações, mas basicamente, só o conhecia pelos filmes americanos mesmo e isso é bem desanimador.

Bom, finalmente resolvi arriscar numa produção mais antiga do Chan e assisti ao DRUNKEN MASTER neste fim de semana e, lógico, não me arrependi. O filme é uma verdadeira pérola do cinema de artes marciais e reúne a direção mega-ultra-talentosa para cenas de luta de Yuen Woo-Ping com o humor pastelão de Jackie Chan (que também sempre foi um puta talento em cenas de luta). Um casamento perfeito, diga-se de passagem.

O enredo é bem simples, mas contém os elementos suficientes pra recheá-lo com bastante ação e momentos engraçados. Chan interpreta Hung, sujeito encrenqueiro, uma vergonha para a família cujo pai é um famoso professor de artes marciais. Depois de se meter em uma série de confusões, seu pai decide deixá-lo sob os cuidados de Su Hua Chi (na tradução da legenda da versão que eu vi é Mendigo Sam, mas não sei se é correto chamá-lo assim), um dos mestres mais rigorosos que há! E que vai ensinar para nosso herói a poderosa técnica dos oito deuses embriagados!!!

Literalmente, o sujeito tem de estar bêbado para realizar tal técnica e Jackie Chan lutando embriagado é uma antologia do cinema de porrada, aliás, todas as cenas de luta possuem coreografias perfeitas e muito bem conduzidas sob a direção de Woo-Ping, que é totalmente diferente do estilo seco e grosseiro dos filmes do Sonny Chiba, por exemplo. Chan utiliza tudo em sua volta para abater seus oponentes e até mesmo partes do corpo não muito utilizadas para desferir golpes, como na cena em que dá uma bundada num sujeito!

As cenas de lutas são bem divertidas e quem aprecia os filmes de Chan atuais (o que não é o meu caso) vai se surpreender ainda mais com a desenvoltura do sujeito em DRUNKEN MASTER, e ainda morrer de rir com situações engraçadíssimas envolvendo o protagonista e Su Hua Chi, interpretado pelo patriarca do clã Yuen, Yuen Siu Tien. Agora pretendo ver o DRUNKEN MASTER II, que segundo os amigos Herax e Takeo, consegue ser melhor que este aqui. Se fosse do mesmo nível já estava bom demais, imagine melhor...

13 comentários:

  1. Se for pra ver asiatico, veja MÔJÛ PORRA! Certeza que vc não vai poupar elogios para este filme.

    ResponderExcluir
  2. Hahah, calma, sujeito! Eu tô numa fase de assistir filmes mais "leves"... Moju é mais complexo... mas eu vou assistir, não se preocupe!

    ResponderExcluir
  3. Ronald, o texto ficou otimo! Apenas um toque, o título nacional desse filme é: O MESTRE INVENCÍVEL.

    ResponderExcluir
  4. E como é o nome do segundo aqui no Brasil, Herax? Porque eu realmente estava procurando o título nacional dele e vi O Mestre Invencível tanto para este aqui quanto para o segundo...

    ResponderExcluir
  5. sim, infelizmente os dois filmes saíram no Brasil com o mesmo nome, mas daí o jeito é acrescentar um 2 no Mestre Invencível que se refere ao Drunken Master 2

    ResponderExcluir
  6. Putz... bem criativos esses caras...

    ResponderExcluir
  7. E olha que antes do lançamento oficial do Drunken Master 2 em VHS no Brasil, o título que estava sendo anunciado nos trailers era Um Mestre Muito Louco, he, he, he. Teria sido mais interessante se tivessem mantido esse nome.

    ResponderExcluir
  8. PQP! ahahah
    Prefiro chamá-los de Drunken Master e Drunken Master 2 mesmo... me sinto melhor.

    ResponderExcluir
  9. Putz, me lembro dos trailers como Um Mestre Muito Louco!

    ResponderExcluir
  10. Triste é perceber como hoje o Jackie Chan está sem graça - não só ele, mas também Jet Li, Chow-Yun Fat, John Woo e outros que se bandearam pro Ocidente. Parece que quanto mais condições dão para os caras, pior fica o trabalho deles!

    ResponderExcluir
  11. Infelizmente nunca vi, mas dizem que esse trablho é fantástico. E a Drunk Fight é uma coisa de outro mundo, tenho curiosidade...

    PS: Tem um selo para você n'O Cara da Locadora, está no post de Blade Runner, vai lá ver... :)

    ResponderExcluir
  12. Leandro Caraça09/04/09 07:09

    >Sempre tive esperança de que a carreira do Jackie Chan pré-Hollywood fosse bem superior,

    Não só é superior como não tem a mínima comparação. Na verdade, com exceção dos dois BATER E CORRER e de REINO PROIBIDO, eu não dou a mínima para o que o Jackie fez nos EUA.

    ResponderExcluir
  13. Putz, com esse post me lembrei que tenho que baixar e gravar este filme para um colega do meu trabalho!!!

    ResponderExcluir