Pular para o conteúdo principal

THE STREETFIGHTER (1974), de Shigehiro Ozawa

Não, THE STREETFIGHTER não possui qualquer tipo de ligação com o famoso jogo de vídeo game, muito menos com aquela adaptação porca estrelada pelo Van Damme. Este aqui é um autêntico clássico das artes marciais que, se você ainda não conhece, torna-se obrigatório a partir de agora! É estrelado pelo grande Sonny Chiba, provavelmente o maior astro dos filmes de artes marciais, embora não tenha sido tão popular quanto Bruce Lee. O Quentin Tarantino, por exemplo, é um grande fã e colocou o sujeito pra interpretar o Hattori Hanzo em KILL BILL.

O filme é uma maravilha onde a pancadaria come solta sem parar, mas por trás de tudo, há uma trama bem contada e elaborada que o torna muito mais interessante. Chiba vive um bandido de aluguel que resolve “trocar de lado” para defender a única herdeira de uma grande companhia e que possui a máfia nos calcanhares. Trocar de lado entre aspas porque, na verdade, o sujeito só quer mesmo levar uma boa grana. Mas para isso vai ter que enfrentar vários capangas na porrada e uma variedade de lutadores exóticos como um cego que esconde uma espada na sua bengalinha, bem no estilo Zatoichi.

E o que vale mesmo são as cenas de quebra pau. Simples, sem muitas coreografias extrapoladas, grande parte delas acontecem em ambientes fechados como corredores, escadas ou quartos cheios de móveis, onde o diretor Shigehiro Ozawa aposta mais nas habilidades de Chiba e nas suas expressões faciais (leia-se caretas!). Mas não deixam de ser explosivas e violentas com direito a ossos quebrados, dedos nos olhos, crânios esmagados (um deles numa visão de Raio X), gargantas arrancadas, dentes estourados com um soco e até mesmo as bolas de um negrão arrancadas com as mãos!!! Tudo incrementado com litros e litros de sangue e um tom bem realista realizado com ótimas trucagens.

THE STREETFIGHTER ainda teve mais duas continuações, todas estreladas por Sonny Chiba e qualquer hora dessas eu falo sobre elas também (mas primeiro eu tenho que assistir)...

Comentários

  1. Do Chiba, tente ver também G.I. SAMURAI, onde soldados japoneses são transportados para o Japão feudal e pode-se ver samurais sendo dizimados por tanques, metralhadoras e granadas; algo como Peckinpah invadindo um filme do Kurosawa. Divertido pacas!

    ResponderExcluir
  2. Putz, deve ser muito legal também! Mas quem é você, anônimo? =)

    ResponderExcluir
  3. Pra quem gosta de uma boa pancadaria, esse filme é obrigatório rss.
    Você já viu A Lenda dos Oito Samurais?

    ResponderExcluir
  4. Esse aqui é pancadaria das boas!!! Nunca vi esse aí, Sérgio. Recomenda?

    ResponderExcluir
  5. Ah, sou apenas um cara que não gosta de aparecer em público. ;)

    ResponderExcluir
  6. Ok, fique a vontade... =)
    E valeu a dica, vou tentar encontrar G.I. SAMURAI por aí.

    ResponderExcluir
  7. Recomendo e muito, Ronald. É dirigido pelo Kinji Fukasaku!

    ResponderExcluir
  8. Massa, Sergio! Não vi nenhum do Fukasaku ainda, mas já conheço a fama nos filmes de crime, ação, ganster...

    ResponderExcluir
  9. Eu tou entrando numa onda de ver esses filmes de artes marciais, baixei uns por conta própria, agradeceria se alguém me indicasse alguns, e pelo menos uns que tenha sangue. aehuehaehuaehehuehuaeuhe

    ResponderExcluir
  10. Esses da série STREETFIGHTER parecem ser bem violentos. Pelo menos este aqui é. Mas baixe aí FIVE FINGERS OF DEATH (que eu devo comentar por aqui também) e O MESTRE DA GUILHOTINA VOADORA... Mas tem outros caras que comentam aqui no blog (Herax, Caraça, Felipe Guerra, Sergio Andrade) que entendem bem mais do assunto do que eu...

    ResponderExcluir
  11. Ronald, de uma olhada nesse blog:
    http://ageofasia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Massa Herax! Vou linká-lo nos favoritos.
    Valeu!

    ResponderExcluir
  13. Esse é uma aventura fantasiosa, Ronald. Não tem muita violência, mas bastante ação.

    ResponderExcluir
  14. Leandro Caraça08/02/2009 21:20

    A LENDA DOS OITO SAMURAIS é como um episódio duplo do Giraya, com orçamento maior. :)

    ResponderExcluir
  15. Hehe, como fã mirim do Giraya, vou atrás dele, com certeza!

    ResponderExcluir
  16. Ronald! Vc está na minha lista de Blogs Maneiros! o/

    ResponderExcluir
  17. Esse GI SAMURAI, que é realmente bastante divertido (e parece que teve um remake ou seqüência recente), saiu no Brasil em DVD porco com o título COMANDO SAMURAI, só pra facilitar a busca.

    ResponderExcluir
  18. Valeu! Mas achei uma versão (e já estou baixando) que parece estar numa qualidade bem boa. =)

    ResponderExcluir
  19. Leandro Caraça09/02/2009 14:16

    É um filme muito divertido, com uma ou outra cena de impacto, como o banho da imperatriz num lago de sangue. Mas no fundo tem é cara mesmo de seriado japonês infanto-juvenil. Outro filme do Fukasaku nessa linha é MENSAGEM DO ESPAÇO com o Vic Morrow !!!

    ResponderExcluir
  20. Baixei O MESTRE DA GUILHOTINA VOADORA,CINCO DEDOS DE VIOLENCIA E THE STREET FIGHTER.

    ResponderExcluir
  21. Yeah! Boa sessão, Kevin! hehe

    Opa, Leandro, valeu a dica!=) quanto mais, melhor! Vou procurar todas as sugestões dos amigos!

    ResponderExcluir
  22. Ronald, voce quis dizer Jiraya? Eu também cresci vendo essa série, hehe!

    ResponderExcluir
  23. Leandro Caraça10/02/2009 21:36

    Quandoi vocês dizem crescer, querem dizer com que idade assistiam o Jiraya ?

    ResponderExcluir
  24. Eu não disse crescer, eu disse que era fã mirim... hehe

    Eu assistia Jiraya com uns 5, 6 anos...

    ResponderExcluir
  25. Leandro Caraça11/02/2009 12:45

    Só pra ter uma idéia da sua idade. O Heráclito eu já conheço. Com 5 ou 6 anos eu assistia VINGADORES DO ESPAÇO, FANTÔMAS e SAWAMU, entre outros.

    ResponderExcluir
  26. Eu sabia que era bem mais novo, tenho 25 anos... mas não sei a idade de vocês, nem quando essas séries passavam, mas se tu for daqueles velhos que escondem a idade, não precisa falar! =)

    ResponderExcluir
  27. Leandro Caraça11/02/2009 13:07

    Digamos que eu assisti a Xuxa no CLUBE DA CRIANÇA da Rede Manchete, me lembro com clareza da Copa de 1982 (que seleção !) e meu pai me levou para ver SUPERMAN 3 no cinema. ;)

    ResponderExcluir
  28. Ok, já dá pra ter uma noção. =)

    ResponderExcluir
  29. Mas é mais novo do que eu imaginava! hehehe

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O IMBATÍVEL (Undisputed, 2002)/O LUTADOR (Undisputed 2: Last Man Standing, 2006)

No útlimo fim de semana procurei outros filmes recentes do Michael Jai White para vê-lo distribuindo porrada em meliantes como em BLOOD AND BONE e BLACK DYNAMITE. Me deparei com UNDISPUTED 2, continuação de um filme dirigido pelo Walter Hill em 2002 e que, por pura negligência da minha parte, ainda não havia assistido. Enfim, foi uma experiência interessante, além de poder ver um ótimo filme de luta estrelado pelo Jai White ainda tirei o atraso com o filme Hill, que é obrigatório para os fãs do sujeito.

Ambos os filmes se passam em prisões e envolvem lutas “profissionais” entre os encarcerados, mas o resultado de cada é bem diferente um do outro. UNDISPUTED é puro Walter Hill! Cinema classudo, sério, focado em personagens bem talhados e com direção extremamente segura. Temos Wesley Snipes na pele de Monroe Hutchen, campeão de boxe de Sweetwater, uma prisão de segurança máxima que promove legalmente lutas entre presos. Ving Rhames é George Iceman Chambers, o campeão mundial dos pesos …

OS BÁRBAROS (The Barbarians, 1987)

Daquela listinha de filmes de fantasia, Sword and Sorcerer, que eu postei outro dia, um dos exemplares que causou mais alvoroço foi OS BARBAROS. Alguns amigos acharam engraçado por eu ter lembrado desse filme que passou milhares de vezes no Cinema em Casa do SBT. E como estamos falando de um trabalho do italiano Ruggero Deodato, nada melhor que ressaltar como era bom ter doze anos e poder conferir às tardes da TV brasileira nos anos 90 um filme com bastante sangue, membros decepados e peitos de fora. Algo impossível para um moleque atualmente, que tem de se contentar com os filmes de animais falantes que empesteiam diariamente a programação… Neste fim de ano, meus votos de um grande pau no c@#$% do politicamente correto.

De todo modo, OS BÁRBAROS é uma porcaria. Fui rever essa semana para escrever para o blog e, putz, acreditem, é a coisa mais ridícula do mundo. Ainda bem que já sou vacinado contra tralhas desse tipo e encontro tantos elementos engraçados que fica impossível não sair…

OS IRMÃOS KICKBOXERS, aka BLOOD BROTHERS (1990)

Também conhecido como NO RETREAT, NO SURRENDER 3 em alguns países. Não é tão espetacular quanto o segundo, mas é um veículo divertidíssimo que serve de vitrine para que Loren Avedon e Keith Vitali (os irmãos do título) demonstrem suas habilidades em artes marciais em sequências alucinantes de pancadaria! Até hoje me lembro quando eu era um moleque de oito ou nove anos pegando a fita da Top Tape na locadora com meu irmão mais novo. Passamos o fim de semana inteiro assistindo repetidas vezes este que foi o meu primeiro “kickboxer movie”.


Na trama, os dois personagens não vão muito com a cara do outro. Avedon é um professor de kickboxer que dirige um fusca, enquanto Vitali ganha a vida como policial respeitado, seguindo os passos de seu pai. Ambos lutam pra cacete! Para resumir o enredo, uma tragédia na família acontece (leia-se alguém é assassinado) e acaba sendo o motivo de reaproximação dos irmãos, que deixam as diferenças de lado e juntam forças para fazer exatamente aquilo que se …