Pular para o conteúdo principal

Exploitations Favoritos

Lista esquizofrênica dos meus 30 Exploitations favoritos (e provavelmente devo ter esquecido alguns), sem ordem de preferência:

ASSAULT ON PRECINCT 13 (1976), John Carpenter
BASKET CASE (1982), Frank Henenlotter
THE BEYOND (1981), Lucio Fulci
BLOOD FOR DRACULA (1974), Paul Morrissey
BUIO OMEGA (1979), Joe D'Amato
CANNIBAL HOLOCAUST (1980), Ruggero Deodato
COFFY (1973), Jack Hill
DAY OF THE DEAD (1985), George A. Romero
DEATH RACE 2000 (1975), Paul Bartel
DEEP THROAT (1972), Gerard Damiano
DELLAMORTE DELLAMORE (1994), Michele Soavi
THE DRILLER KILLER (1979), Abel Ferrara
FASTER, PUSSYCAT! KILL! KILL! (1965), Russ Meyer
FIVE FINGERS OF DEATH (1972), Chang-hwa Jeong
FOI DEUS QUEM MANDOU (1976), Larry Cohen
ILSA, SHE WOLF OF THE SS (1975), Don Edmonds
INGLORIOUS BASTARDS (1978), Enzo G. Castellari
I SPIT ON YOUR GRAVE (1978), Meir Zarchi
LADY SNOWBLOOD (1973), Toshiya Fujita
PROFONDO ROSSO (1975), Dario Argento
QUADRILHA DE SÁDICOS (1977), Wes Craven
RABID DOGS (1974), Mario Bava
ROLLING THUNDER (1977), John Flynn
SHE KILLED IN ECSTASY (1971), Jess Franco
SUSPIRIA (1977), Dario Argento
SWEET SWEETBACK'S BAADASSSSS SONG (1971), Melvin Van Peebles
THE TEXAS CHAINSAW MASSACRE (1974), Tobe Hooper
THRILLER, A CRUEL PICTURE (1974), Bo Arne Vibenius
THE TOXIC AVENGER (1984), Lloyd Kaufman e Michael Herz
VANNISHING POINT (1971), Richard C. Sarafian
ZOMBIE 2 (1979), Lucio Fulci

PS: Foi bom fazer essa lista, pois acabei me lembrando do meu filme de vampiros favorito, já que rolou essa discussão nos comentários do post do dia 02 de fevereiro quando eu disse que achava que era o DRACULA do Coppola. Na verdade, é BLOOD FOR DRACULA, do Paul Morrissey. Onde eu estava com a cabeça? Isso é que dá ser um cinéfilo de meia tigela...


PS2: Eu sei, eu sei... tem um filme a mais na lista. Eu não consegui tirar nenhum desses aí pra ficar 30 certinho. Simples assim.

Comentários

  1. Leandro Caraça06/02/2009 11:30

    E "Blood for Dracula" tem uma ponta do Polanski. :)

    ResponderExcluir
  2. São lindos demais esses explotations.

    ResponderExcluir
  3. Stefano Zorzin (Nino)06/02/2009 12:47

    Sugiro "La casa dalle finestre che ridono" de Pupi Avati, "Opera" e "Phenomena" do Dario Argento e "Dawn of the dead" (versão de 1978) de George A. Romero.

    Abraços do seu primo!

    ResponderExcluir
  4. Leandro Caraça06/02/2009 13:01

    Vou teimar de novo. Um filme de terror como SUSPIRIA merece levar o título de exploitation ? Qual o critério ? Porque no fundo, TODO filme explora alguma coisa para vender o peixe. TODO filme é manipulativo de alguma forma.

    ResponderExcluir
  5. Grande NINO! Todos que você citou são excelentes, mas acabaram de fora da lista... Quando vier de novo aqui em Vitória, vamos assistir alguns desses aqui!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Olha, você tem razão, na verdade eu não saberia nem discutir os critérios...

    Eu fiz essa lista influenciado pelo site GRINDHOUSE CINEMA DATABASE, que todo ano faz listas de exploitations, aí resolvi fazer a minha, enfim... o critério que EU usei foi: eles colocaram SUSPIRIA na lista, então eu também posso colocar. Sem quebrar muito a cabeça se era ou não um exemplar perfeito do intitulado Cinema de Exploração, que se formos analisar os mínimos detalhes eu ficaria dias montando uma lista, ou poderia restringir por demais o número de filmes ou até mesmo englobar um número bem maior do que imaginamos, já que TODO filme explora alguma coisa para vender o peixe, TODO filme é manipulativo de alguma forma... =)

    E Leandro, sinta-se a vontade quando quiser teimar, hehe

    ResponderExcluir
  7. Ah, e é mais ou menos por isso que eu disse antes que era uma lista esquizofrênica... mas provavelmente eu não entenda de filmes exploitations ao pé da letra, o que realmente são...

    Acho que o cinema exploitation é formado pelos filmes de genero/subgênero, de uma determinada época, apelativos em todos os sentidos, sem a pompa dos grandes estudios...

    Claro que eu estou caducando, mas é mais ou menos assim que eu enxergo a questão e seria esse o critério que eu utilizaria...

    ResponderExcluir
  8. Daniel The Walrus06/02/2009 23:16

    Bela lista!!

    Vixe, eu não sei por onde eu começaria a minha...

    ResponderExcluir
  9. Otima lista, não vi todos mas vi a maioria e é só filme bom!!!

    ResponderExcluir
  10. Lista arretada ... ainda mais com a presença de Assalt on Predicint 13 de Carpenter ...
    eehehehe

    Tenho que ver algumas curiosidades dessa lista ...

    ResponderExcluir
  11. Leandro Caraça07/02/2009 18:59

    Um exploitation puro seria aquele filme cuja única razão de existir é o apelo fácil, usando de algum tipo de sensacionalismo barato. Aí eu incluo o "Massacre da Serra Elétrica" e os atributos mamários dos filmes do Russ Meyer. Mas eu vejo "Suspiria" e "Vanishing Point" como obras que surgiram para preencher a demanda do mercado mas que se tornaram algo mais, mesmo porque seus diretores quiseram contar outro tipo de história.

    ResponderExcluir
  12. Faz Sentido. Mas o Vanishing Point não seria um carsploitation? =)

    ResponderExcluir
  13. Leandro Caraça07/02/2009 20:07

    Prefiro chamar de "car chase movie".

    Já os filmes de motoqueiros doidões eu considero como exploitations legítimos, porque trazem um coquetel de drogas, rock, sexo, violência e até satanismo (como em LOBISOMENS SOBRE RODAS ou I DRINK YOUR BLOOD).

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

OS BÁRBAROS (The Barbarians, 1987)

Daquela listinha de filmes de fantasia, Sword and Sorcerer, que eu postei outro dia, um dos exemplares que causou mais alvoroço foi OS BARBAROS. Alguns amigos acharam engraçado por eu ter lembrado desse filme que passou milhares de vezes no Cinema em Casa do SBT. E como estamos falando de um trabalho do italiano Ruggero Deodato, nada melhor que ressaltar como era bom ter doze anos e poder conferir às tardes da TV brasileira nos anos 90 um filme com bastante sangue, membros decepados e peitos de fora. Algo impossível para um moleque atualmente, que tem de se contentar com os filmes de animais falantes que empesteiam diariamente a programação… Neste fim de ano, meus votos de um grande pau no c@#$% do politicamente correto.

De todo modo, OS BÁRBAROS é uma porcaria. Fui rever essa semana para escrever para o blog e, putz, acreditem, é a coisa mais ridícula do mundo. Ainda bem que já sou vacinado contra tralhas desse tipo e encontro tantos elementos engraçados que fica impossível não sair…

O IMBATÍVEL (Undisputed, 2002)/O LUTADOR (Undisputed 2: Last Man Standing, 2006)

No útlimo fim de semana procurei outros filmes recentes do Michael Jai White para vê-lo distribuindo porrada em meliantes como em BLOOD AND BONE e BLACK DYNAMITE. Me deparei com UNDISPUTED 2, continuação de um filme dirigido pelo Walter Hill em 2002 e que, por pura negligência da minha parte, ainda não havia assistido. Enfim, foi uma experiência interessante, além de poder ver um ótimo filme de luta estrelado pelo Jai White ainda tirei o atraso com o filme Hill, que é obrigatório para os fãs do sujeito.

Ambos os filmes se passam em prisões e envolvem lutas “profissionais” entre os encarcerados, mas o resultado de cada é bem diferente um do outro. UNDISPUTED é puro Walter Hill! Cinema classudo, sério, focado em personagens bem talhados e com direção extremamente segura. Temos Wesley Snipes na pele de Monroe Hutchen, campeão de boxe de Sweetwater, uma prisão de segurança máxima que promove legalmente lutas entre presos. Ving Rhames é George Iceman Chambers, o campeão mundial dos pesos …

OS IRMÃOS KICKBOXERS, aka BLOOD BROTHERS (1990)

Também conhecido como NO RETREAT, NO SURRENDER 3 em alguns países. Não é tão espetacular quanto o segundo, mas é um veículo divertidíssimo que serve de vitrine para que Loren Avedon e Keith Vitali (os irmãos do título) demonstrem suas habilidades em artes marciais em sequências alucinantes de pancadaria! Até hoje me lembro quando eu era um moleque de oito ou nove anos pegando a fita da Top Tape na locadora com meu irmão mais novo. Passamos o fim de semana inteiro assistindo repetidas vezes este que foi o meu primeiro “kickboxer movie”.


Na trama, os dois personagens não vão muito com a cara do outro. Avedon é um professor de kickboxer que dirige um fusca, enquanto Vitali ganha a vida como policial respeitado, seguindo os passos de seu pai. Ambos lutam pra cacete! Para resumir o enredo, uma tragédia na família acontece (leia-se alguém é assassinado) e acaba sendo o motivo de reaproximação dos irmãos, que deixam as diferenças de lado e juntam forças para fazer exatamente aquilo que se …