28.8.08

ROLLING THUNDER (1977)


direção: John Flynn
roteiro: Paul Schrader

Como disse o amigo Daniel The Walrus, o fato de não terem lançado Rolling Thunder ainda em DVD deveria dar cadeia pra alguém. E eu concordo plenamente com ele! O filme é um dos pioneiros em tratar sobre traumas da guerra do Vietnã e uma aula de como filmar boas e velhas cenas de ação com bastante tiroteio e sem frescura. O roteiro é de ninguém menos que Paul Schrader (de Táxi Driver) e quem assina a direção é John Flynn, um dos maiores mestres do cinema americano, que morreu ano passado praticamente esquecido.

A história gira em torno do major Charlie Rane (William Devane) que, ao retornar traumatizado do Vietnã, onde fora aprisionado e sofreu altas doses de tortura, descobre que sua mulher está apaixonada por outro cara e seu filho não se lembra mais dele direito. A situação ainda piora quando recebe um presente de boas vindas da população, um baú contendo uma grande quantia em moedas, e uma gangue de mexicanos invade sua casa querendo o dinheiro. Após acontecer uma tragédia desgraçada, onde perder a mão direita é apenas um detalhe, Charlie despiroca de vez e decide se vingar dos mexicanos.

Para isso, ele conta com a ajuda de Linda (Linda Haynes, que fez uma das putas invejosas que mencionei no meu texto sobre Coffy, de Jack Hill) para localizar suas vítimas e seu amigo Johnny para cuspir bala em cima dos mexicanos numa seqüência alucinante realizada no melhor estilo do cinema de ação da época, com muito sangue e alta contagem de corpos. Tommy Lee Jones, ainda novinho, é quem dá vida ao personagem do amigo, que também sofreu torturas durante a guerra e voltou pra casa meio deslocado.

O filme inicialmente seria produzido pela Fox, mas por causa da quantidade de violência imposta pela narrativa, principalmente no final, a produtora resolveu vender o material para a American International Pictures, uma organização menor e independente. Ao passar do tempo, recebeu seu status de filme cult. Agora só falta ser lançado no mercado para que os cinéfilos desta geração possam redescobri-lo...

8 comentários:

  1. Daniel Dalpizzolo28/08/08 08:35

    Sempre tive vontade de ver esse, ainda não o fiz.

    ResponderExcluir
  2. Desconhecia totalmente a obra, mas fiquei interessado. Sou desses cinéfilos que precisa redescobri-la.

    Abs!

    ResponderExcluir
  3. [2] ae na biba do fernades

    ResponderExcluir
  4. Vamos lá, pessoal, é só baixar e assistir, simples assim... heheh

    ResponderExcluir
  5. so vi o final desse filme! Parece ser bem legal!

    ResponderExcluir
  6. Não encontro para baixar, se alguem souber um link manda ai pra gente!

    ResponderExcluir