9.9.11

HELLBOUND: HELLRAISER II (1988)

 

aka HELLRAISER II - RENASCIDO DAS TREVAS
direção Tony Randel
roteiro Peter Atkins

Ops, esqueci de dizer no último post que o feriadão era prolongado pra mim porque aqui em Vitória, ontem, quinta, foi aniversário da cidade, por isso enforcaria apenas a sexta. Enfim, o negócio é que hoje ainda é sexta e eu já cumpri a meta de HELLRAISER’s que eu tentaria ver, ou seja, consegui assistir até ao quarto filme da série. Já que sobraram alguns dias de descanso, vou ver se mato mais alguns…


E depois digo o que achei do terceiro e quarto, vou manter suspense, embora já tenha exposto algo no twitter. Vamos ficar por enquanto com HELLRAISER II, que é, para minha surpresa, uma sequência à altura do maravilhoso filme que deu origem ao universo criado pelo Cliver Barker. Desta vez, a direção ficou sob a responsabilidade de Tony Randel que conseguiu manter a mesma atmosfera aterrorizante do primeiro filme. Como eu gostaria de ter conferido quando ainda era moleque… teria aproveitado mais a experiência de puro horror que é a descida ao inferno da protagonista na segunda metade do filme, uma jornada surreal e de situações desconexas, que em certos momentos me lembrou os pesadelos filmados por Lucio Fulci em THE BEYOND e PAVOR NA CIDADE DOS ZUMBIS, mas com um visual clean e inspirado no genial M.C. Escher! É um dos infernos mais criativos que me lembro de ter visto.

 


O único problema é que o icônico Doug Bradley, que encarna o Cenobita Pinhead, e sua trupe de góticos masoquistas aparece tão pouco em cena. Não chega a ser um problema, até porque o roteiro porra-louca com climão de conto de fadas sombrio não me deixou desgrudar os olhos da TV, especialmente quando o filme se transporta de vez para o inferno, e ainda consegue a façanha de ser extremamente mais sangrento que o primeiro! Claro que baldes de sangue não garantem qualidade de filme algum. Este aqui é bom também por vários outros méritos, mas não supera o anterior. E nem esperava isso mesmo, é apenas a sequência perfeita que complementa, expande com precisão e eleva ainda mais o universo HELLRAISER.

6 comentários:

  1. Eu não falei que você ia curtir? :)

    ResponderExcluir
  2. Faz exatamente o que toda sequência deveria fazer, expande o universo do original.

    A cena do maluco com a navalha me marcou quando eu era garoto, e até hoje ainda tem um puta impacto em mim.

    ResponderExcluir
  3. J. Verneti09/09/11 15:38

    Preciso rever esse filme com urgência.
    Mudando de assunto,quando sai uma nova resenha sobre o Enzo G. Castellari.

    ResponderExcluir
  4. Provavelmente semana que vem... Eu sou tremendamente desorganizado com essas coisas! hahaha! Mas preciso mesmo voltar com o Castellari. Valeu por lembrar! :)

    ResponderExcluir
  5. Esse filme surpreende mesmo. O doutor rende um dos cenobitas mais bizarros da série. Mas acho que a grande estrela desse filme (e do 1º) é a Julia, a madrasta from hell. A atriz é impecável!

    ResponderExcluir