17.10.10

MIRRORS 2 (2010), de Víctor García



A recepção de ESPELHOS DO MEDO em 2008 já não havia sido das melhores, mesmo contando com o francês Alexandre Aja na direção e Kieffer Sutherland como protagonista. Então o que faz alguém pensar que uma continuação, realizada por um diretor de quinta categoria e rostos desconhecidos do grande público, fosse dar certo?
Não tenho uma resposta pra isso, mas de qualquer forma MIRRORS 2 (2010), de Víctor García, está aí, lançado direto para o mercado de vídeo, com um orçamento bem mais baixo, e a qualidade mais baixa ainda!

Não acho ESPELHOS DO MEDO ruim. Na época, escrevi que algumas cenas realmente me deixaram arrepiado. Acho que foi por isso que resolvi me aventurar nesta continuação, mesmo sabendo dos riscos. A trama, caso estejam curiosos,  não possui relação com o primeiro longa, a não ser o lance dos espelhos. Não fiquem pensando que vão tomar conhecimento do paradeiro do personagem de Sutherland ou o que ele fez pra sair daquela situação que se meteu no desfecho do primeiro filme.  Até que não seria uma má idéia, se compararmos com a bomba que é este aqui!

Max (Nick Stahl) sofre um acidente de carro e perde a namorada. A partir de então, começa a ter visões estranhas. A coisa agrava quando começa a trabalhar como vigia noturno num shopping que está prestes a inaugurar. Os espelhos começam a assombrá-lo e misteriosas mortes se iniciam. Enfim, a coisa não passa de vingança de uma fantasminha mal comida. O roteiro fraco sofre ainda mais por praticamente não haver momentos de horror no filme. Existe uma tentativa disso. O espanhol Víctor Garcia parece não ter a mínima noção do que está fazendo. E olha que sua carreira como diretor é focada em filmes do gênero. Ele deveria voltar ao departamento de efeitos especiais onde já fez um belo trabalho em outras produções.



A única cena que achei interessante é a da decapitação no chuveiro, onde o diretor encarna ao menos um pouquinho o espírito “boobs and blood” que poderia tornar a sessão mais agradável. É insuficiente o que temos aqui pra aguentar uma trama extremamente chata, carregada por Nick Sthal, cujo desempenho demonstra  porque tem trabalhado em filmezinhos de merda como este aqui. Nem a presença de William Katt ajuda...
Pra quem não gosta do primeiro, não vai ser este aqui que vai resolver o problema. Pra quem curtiu, fique apenas com as lembranças do anterior e passe longe de MIRRORS 2.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MUDANÇA DE CASA

Depois de um feedback por aqui e na página do Dementia¹³ no facebook , resolvi tomar mesmo a decisão de fechar as portas por aqui e me muda...