31.8.13

WEREWOLF IN A WOMEN'S PRISON (2006)


Mais um filme de lobisomem do Jeff Leroy produzido com um orçamento minúsculo, da mesma maneira que EYES OF WEREWOLF (1999), que eu comentei aqui outro dia. Aliás, recomendo uma olhada no post deste último antes de ler sobre WEREWOLF IN A WOMEN'S PRISON, para ter uma noção do que é o universo microbudget e o que esperar dos filmes de um realizador do naipe de Jeff Leroy. Só não pensem que o tema principal do sujeito se resuma ao famigerado monstro que se transforma nas noites de lua cheia. Leroy já atirou para todos os tipos de gêneros e se há um denominador comum no seu cinema é a quantidade de sangue e peitos na tela.


A trama de WEREWOLF IN A WOMEN'S PRISON é bem simples e faz uma mistura muito louca entre werewolf movie com Women in Prison, gênero no qual mulheres prisioneiras são protagonistas. Sarah (Victoria de Mare, que não chega aos pés da Stephanie Beaton, mas dá pro gasto) sai para acampar com seu namorado quando ambos são atacados por um lobisomem. A moça acaba sobrevivendo, mas acorda numa estranha prisão e descobre que seu namorado foi morto pela criatura. O problema é que Sarah foi mordida pelo lobisomem e, bom, todos nós sabemos o que isso significa. Leroy abusa de todos os clichês que se espera num filme de prisão feminina: briga de detentas, lesbianismo, guardas sádicos, nudez gratuita... O fator lobisomem entra no conjunto acrescentando um sabor a mais: doses cavalares e explícitas de gore. 


Não custa ressaltar novamente que se trata de uma produção extremamente pobre e só é recomendando para paladares finos. É preciso muita boa vontade por parte do espectador para aceitar o péssimo desempenho do elenco (se bem que com a abundância de peitos, atuação não faz muita diferença), os cenários modestos que parecem tudo, menos uma prisão, e os efeitos especiais toscos, mas eficientes e criativos, levando em conta o orçamento humilde da produção... Finalizo citando o amigo Osvaldo Neto quando diz que o charme de WEREWOLF IN A WOMEN'S PRISON "reside no roteiro cheio de referência e amor ao cinema exploitation e na mais completa cara de pau do seu realizador e equipe fazerem de tudo para o longa ser um espetáculo de sanguinolência e putaria do início ao fim." Eu não poderia concordar mais.  

3 comentários:

  1. PQP !!!! Fiquei muito curioso para assistir ! Valeu a dica !

    Filmelixo

    ResponderExcluir
  2. Ronald, outro cineasta de microbudgets q vc podia dar uma comentada por aqui é o Kevin J. Lindenmuth - teve reportagem dele na finada revista Cine Monstro. Os filmes dele parecem ser bacanas, mas eu nunca consegui achá-los na internet. Qndo vc conseguir assistir algum deles, dá uma comentada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beleza pura. Ainda não vi mesmo nenhum filme do Lindenmuth, mas tá na lista.

      Excluir

MUDANÇA DE CASA

Depois de um feedback por aqui e na página do Dementia¹³ no facebook , resolvi tomar mesmo a decisão de fechar as portas por aqui e me muda...