12.2.12

O VINGADOR, aka Raven (1996)

Este é daqueles filmes que eu não faço idéia de como e porquê parei para assistir. Mas deve ter sido por causa do Burt Reynolds, esbanjando carisma, em fim de carreira como homem de ação. É umas das poucas coisas que prestam em O VINGADOR, que é dirigido pelo dublê/cineasta Russel Solberg e possui também umas ceninhas de ação mais ou menos e uma pequena dose de nudez. A história possui uma premissa que poderia render, mas descamba para o thriller estilo “Supercine” dos atuais sábados à noite da Globo.

Raven, do título original, é o nome do personagem de Reynolds, o lider de um esquadrão especial secreto do governo americano. O filme começa em uma missão na Bósnia, onde tudo dá errado e quase todos os membros do esquadrão são mortos em combate. Para piorar, os únicos sobreviventes, Raven e Duce (o fortão Matt Battaglia), acabam tedo uma séria discussão durante a fuga, dentro de um helicóptero, causando um acidente e o desaparecimento de Raven.

Um ano depois, Duce vive a vida que eu pedi a Deus: tranquilidade, morando numa bela casa de praia, namorando a Krista Allen… No entanto, algo totalmente inesperado acontece, pegando todo mundo de surpresa! Raven ressurge!!! Nossa! E agora quer se vingar dos seus antigos chefes do governo, além de buscar a metade de um dispositivo explosivo (o motivo da briga no helicóptero) quse encontra com Duce.


Eu alertei ali em cima que o plot de O VINGADOR poderia “render”, não que era bom, original ou algo parecido. Aliás, estamos bem longe disso por aqui. O problema é que quando não há ação, mulheres nuas ou Burt Reynolds (que está ótimo, mas aparece bem menos do que deveria), o filme vira um lixo completo e, infelizmente, não temos nenhum destes três elementos de maneira suficiente para compensar a mediocridade do roteiro. Matt Battaglia, coitado, é o mesmo que escalar uma porta de madeira como ator… Krista Allen também não fica atrás, mas ela não precisa de talento com aquelas curvas maravilhosas e duas cenas quentes e bem à vontade que já dão ao filme algum valor.



Se você for um masoquista experimentado e possui bagagem com tralhas como esta aqui, então recomendo. Caso contrário, não vale o esforço de correr atrás.

3 comentários:

  1. Me lembro de quando este filme chegou nas locadoras!!! Fui correndo assistir na época em VHS!!!

    ResponderExcluir
  2. Guarda boas lembranças? hehe!

    ResponderExcluir
  3. Você foi generoso. Esse filme é uma bosta. :)

    ResponderExcluir