16.11.10

A SERBIAN FILM (2010)


aka TERROR SEM LIMITES
direção: Srdjan Spasojevic
roteiro: Aleksandar Radivojevic, Srdjan Spasojevic

Não me lembro de ter visto outro este ano, mas acho que o “filme-choque” de 2010 é A SERBIAN FILM (Srpski film, 2010). Aliás, se existia algum outro que pensava em se candidatar para o cargo, provavelmente vai passar vergonha diante deste provocativo monumento de subversão marcado por uma história brutal não recomendado pra qualquer estômago.

Mas o que poderia tornar um filme dessa estirpe uma das grandes experiências cinematográficas deste ano? Além das próprias sequências ignóbeis, as quais excedem os limites do bom gosto, da ética, chocando, incomodando, mexendo com os sentidos do espectador, temos uma direção excelente e precisa ao trabalhar com esse tipo de imagem, não apenas jogando na tela para impressionar o espectador, mas combinadas à um boa trama e num contexto que justifique toda essa sandice. É bem provável que nem todos consigam embarcar no clima pesado da narrativa, não comprem a idéia central e questionem o poder descomunal de A SERBIAN FILM , taxando-o de “sem conteúdo” e apelativo.

Felizmente, não tive esse problema. Já sabia de antemão que não era um filme recomendado para toda a família, mas resolvi encarar pra ver até onde o estreante diretor sérvio Srdjan Spasojevic iria chegar. Quando a gente acha que já viu de tudo nessas garimpadas pelas obscuridades do cinema, o sujeito consegue destruir toda a nossa segurança de “espectador treinado” com algumas imagens e idéias extremamente pertubadoras!


O espectador é submetido a um estado de tensão até nos mais triviais momentos de A SERBIAN FILM, com uma fotografia sufocante e a trilha de batidas fortes muito bem integrada ao andamento da coisa. Quanto menos você souber da trama, melhor, mas dá pra adiantar que o enredo gira em torno de Milos, um ex-astro da indústria pornográfica que vive agora tranquilo com sua esposa e filho. Com a crise assolando o país, Milos recebe a proposta para retornar à atividade por um cachê milionário e estrelar o filme obscuro de um diretor com… digamos, um alto nível de pretensão artística, sob a condição de não saber absolutamente nada a respeito do que será o tal filme… Bom, o que acontece a partir daí, você vai ter que descobrir sozinho por sua conta e risco, se tiver estômago.

Garanto apenas que não será uma experiência agradável…

Segundo os realizadores, fãs confessos do cinema exploitation americano dos anos 70, toda essa agressão visual de A SERBIAN FILM seria uma espécie de metáfora do estado de espírito de um indivíduo após viver na Sérvia por mais de vinte anos, com todos os prolemas políticos e territoriais que até hoje assola a população. É uma boa desculpa filosófica para mostrar um cara enfiando o próprio falo (vulgo caralho) no olho de outro sujeito...

Caso queiram mais informações sobre o filme, vai um texto mais detalhado que o meu aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MUDANÇA DE CASA

Depois de um feedback por aqui e na página do Dementia¹³ no facebook , resolvi tomar mesmo a decisão de fechar as portas por aqui e me muda...