Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2013

Desculpem utilizar o espaço pra isso...

...mas não é todo dia que nosso time é campeão das Américas!


BLASTFIGHTER (Lamberto Bava, 1984)

O ator americano Michael Sopkiw é um caso curioso. Atuou em apenas quatro filmes italianos nos anos 80, demonstrou características de um autêntico herói de ação da época e, de repente, simplesmente resolveu largar mão do cinema. Foi estudar e trabalhar com remédios naturais, montou uma empresa e hoje importa e distribui nos Estados Unidos um tipo de garrafa de vidro que protege o conteúdo (os tais remédios) dos raios solares... Talvez dê para entender um bocado essa atitude lendo essa entrevista com o homem.

Um dos filmes que Sopkiw fez foi BLASTFIGHTER, que revi esta semana e descobri que não lembrava de nada! Inclusive que se tratava de um baita filmaço de ação! E Sopkiw dá um show como action heroe, o que me fez ficar ainda mais encucado pelo sujeito abandonar a carreira tão precocemente. Até porque dos quatro filmes que fez, vi três, e são ótimos! Primeiro foi 2019: AFTER THE FALL OF NEW YORK (1983), um divertido rip-off de FUGA DE NOVA YORK dirigido pelo Sergio Martino; depois f…

TOP 10 PAUL VERHOEVEN

Hoje é aniversário do holandês maluco, então fiz um top 10 dos meus filmes favoritos do homem na página do Dementia 13 no Facebook. Como não sei se os fiéis frequentadores do blog "curtem" a página, acho que vale a pena postar aqui também:


10. BLACK BOOK, aka A ESPIÃ (2006)

09. LOUCA PAIXÃO (1973)

08. SPETTERS (1980)

07. INSTINTO SELVAGEM (1992)

06. O QUARTO HOMEM (1983)

05. TROPAS ESTELARES (1997)

04. FLESH + BLOOD, aka CONQUISTA SANGRENTA (1985)

03. O VINGADOR DO FUTURO (1990)

02. ROBOCOP (1987)


01. SHOWGIRLS (1995)

TUAREG - O GUERREIRO DO DESERTO (Enzo G. Castellari, 1984)

Depois de filmar tralhas divertidas como O ÚLTIMO TUBARÃO e se dedicar a uma trilogia de filmes de ação futuristas e de roteiros bobos, mas que renderam alguns de seus melhores trabalhos, Enzo G. Castellari resolveu encarar o projeto mais caro e ambicioso da carreira. TUAREG – O GUERREIRO DO DESERTO foi inspirado num best seller, escrito por Alberto Vázquez Figueroa, e é o retorno do diretor a uma abordagem mais séria, contemplativa e poética, que remete aos seus melhores filmes como KEOMA e JOHNNY HAMLET.

O que não o impede, claro, de jogar na tela as habituais sequências de ação que, na seara do cinema italiano, Castellari era o maior. Não é a toa que TUAREG foi considerado como uma mistura de LAWRENCE DA ARÁBIA com RAMBO. Uma combinação interessante que transforma o visual árido e as belezas do deserto num campo de batalha protagonizado por um Tuareg badass que conhece todos os segredos de sobrevivência da região, toca o terror pra cima do governo, bebe sangue de camelo para matar…

FUGA DO BRONX (Enzo G. Castellari, 1983)

Para fechar a trilogia pós-apocalíptica do Castellari, chegou a vez de FUGA DO BRONX, continuação direta de 1990 - OS GUERREIROS DO BRONX. O título é um pouco enganador, deve ter sido bolado só para fazer referência ao clássico do John Carpenter, FUGA DE NOVA YORK, porque na verdade, pelo enredo deste aqui, o título deveria ser algo do tipo “NÃO fujam do Bronx”!

Desta vez, a corporação malvada do primeiro filme resolve expulsar os moradores do Bronx, região sem lei, dominada por gangues, como vimos no episódio anterior. A ideia é esvaziar o local para construir um bairro novo com prédios modernos, e quem não quiser sair por bem... Bom, sai à pontapés mesmo, ou acaba assassinado a sangue frio pelo esquadrão fascista liderado por Wrangler (o sempre genial Henry Silva), contratado para limpar o local usando a força bruta. Castellari antecipou trinta anos o modo de agir da polícia militar brasileira.


Sobra até para os pais do herói de OS GUERREIROS DO BRONX, Trash, novamente encarnado po…

THE NEW BARBARIANS, aka I Nuovi Barbari (Enzo G. Castellari, 1983)

Antes de encarar a continuação de OS GUERREIROS DO BRONX, vamos seguir a ordem do imdb e falar um bocado de outro action movie pós-apocalíptico dirigido pelo Enzo G. Castellari: THE NEW BARBARIANS, também conhecido como THE WARRIORS OF THE WASTELAND (lançado no Brasil como GUERREIROS DO FUTURO). Há até quem diga que, apesar de não fazer parte oficialmente do universo estrelado por Trash (Mark Gregory) e sua turma, este aqui completaria a trilogia de filmes de ação que transcorrem em futuros distópicos que Castellari realizou nos anos 80. É justo...

Estamos no boom do cinema pós-apocalíptico e o cineasta italiano que não entrasse na brincadeira estava por fora. Lucio Fulci, Joe D’Amato, Sergio Martino, Bruno Mattei, etc, etc... Mario Bava só não entrou porque morreu antes do gênero realmente estourar. E Dario Argento, antes de fazer de tudo para destruir sua reputação com abjetos como DRACULA 3D conseguiu permanecer no seu estilo, dirigindo e produzindo horror de qualidade. O resto te…

1990 - OS GUERREIROS DO BRONX (Enzo G. Castellari, 1982)

De volta ao Brasil para umas férias, passemos às atividades por aqui. Pelo menos nos próximos dois meses espero ter muito assunto para compartilhar antes de voltar à luta. Um deles é o já anunciado retorno do ciclo Castellari que iniciei ano passado e por diversos motivos acabei abandonando. Retomemos de onde paramos: 1990 - OS GUERREIROS DO BRONX, um dos melhores trabalhos do diretor de KEOMA.

A essa altura do campeonato, é provável que quase todo mundo saiba que certa parcela do cinema italiano no início dos anos 80 era formada por alguns dos principais picaretas da indústria cinematográfica mundial. Choviam filmes que se aproveitavam do sucesso comercial de outras produções mais abastadas. MAD MAX, por exemplo, foi responsável por gerar uma penca de filmes pós-apocalípticos carcamanos. OS GUERREIROS DO BRONX é um belo exemplar do gênero, embora não tenha nada a ver com o filme estrelado pelo Mel Gibson. Na verdade, é uma mixagem inspirada de outras duas obras de imensa influência …