Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2012

KILLING THEM SOFTLY - POSTER

THE PERFECT WEAPON (1991)

Numa época em que Van Damme e Steven Seagal estavam no auge do cinema de porrada em Hollywood, no início dos anos 90, não faltou candidatos tentando conseguir um pouco mais de espaço no gênero. Figuras do calibre de Jerry Trimble, Don “The Dragon” Wilson, Loren Avedon, Billy Blanks e muitos outros, nunca tiveram mais destaque e oportunidades de estrelar filmes classe A, apesar da quantidade de filmes que possuem e da febre que faziam nas locadoras.

Quem chegou bastante próximo disso foi Jeff Speakman, uma dessas apostas que, infelizmente, não deu muito certo. Sua grande chance foi com THE PERFECT WEAPON, produzido sob a batuta da grande Paramount, embora tenha a mesma cara dos B movies de luta que borbulhavam naquela altura. E se não conseguiu chegar no nível de um Van Damme, tenho a impressão de que os erros foram cometidos depois, porque THE PERFECT WEAPON é muito bom!


O início é meio estranho. O filme abre com Jeff sem camisa, na sala de sua casa, treinando movimentos de artes ma…

A CAÇADA (Fled, 1996)

Para um adolescente viciado em filmes de ação sem muitos critérios, assistir A CAÇADA na época que saiu nas locadoras foi o máximo! Me peguei pensando nesse filme recentemente e fui rever pra ver o que acontecia. Anda meio esquecido atualmente (e por que alguém se lembraria?), então resolvi ressuscitá-lo, até porque se está bem longe de ser um dos melhores filmes do gênero, é bem mais movimentado do que eu lembrava. Noventa minutos de pura diversão bobinha que passam voando. Claro, basta não levar muito a sério.



A CAÇADA é inspirado em ACORRENTADOS (58), de Stanley Kramer, cuja trama é sobre dois prisioneiros, um branco e um negro, acorrentados um ao outro, tentando escapar após um acidente com o ônibus do presídio. Na atualização da história a coisa é um pouco mais elaborada, envolvendo um policial infiltrado, roubos milionários cibernéticos e um disquete com informações suficientes para colocar um chefão da máfia cubana atrás das grades… não que isso torne o filme mais complexo. Ao…

MAKEUP MIRRORS

FIREFOX (1982)

Não, não se trata de uma versão cinematográfica do browse de internet, Mozilla Firefox. FIREFOX, do Clint Eastwood, é simplesmente um dos thrillers mais extraordinários que o sujeito já dirigiu, basicamente por causa de uma ideia que beira a genialidade. Clint tem que roubar um avião russo super moderno, cujos comandos de controle devem ser enviado através do pensamento utilizando um capacete especial. Detalhe: o pensamento tem que ser em russo! Isso é fantástico!!! É para esse tipo de coisa que o cinema existe.

De uma forma geral, o filme não chega nem perto de ser uma obra prima ou coisa parecida, embora seja um eficiente thriller de espionagem. Mas a simples ideia do “pensar em russo” é desses detalhes que me causam fascínio extremo.

Clint interpreta um ex-piloto do exército americano que vive recluso no meio do nada, após sofrer alguns traumas durante a guerra do Vietnã, e é novamente recrutado para essa missão super secreta que eu escrevi ali em cima. Outro detalhe, o personagem…

TOP 10 - STEVEN SPIELBERG

"Copiando" o post do amigo Sérgio Alpendre, resolvi fazer também o meu top 10 do Spielberg:

10. IMPÉRIO DO SOL (Empire of the Sun, 1987)
09. 1941 - UMA GUERRA MUITO LOUCA (1941, 1979)
08. LOUCA ESCAPADA (The Sugarland Express, 1974)
07. CONTATOS IMEDIATOS DO TERCEIRO GRAU (Close Encounters of the Third Kind, 1977)
06. MUNIQUE (Munich, 2005)
05. INDIANA JONES E A ÚLTIMA CRUZADA (Indiana Jones and the Last Crusade, 1989)
04. INDIANA JONES E O TEMPLO DA PERDIÇÃO (Indiana Jones and the Temple of Doom, 1984)
03. TUBARÃO (Jaws, 1975)
02. OS CAÇADORES DA ARCA PERDIDA (Raiders of the Lost Ark, 1981)
01. ENCURRALADO (Duel, 1971)
Mas que venha agora o LINCOLN, com Daniel Day Lewis, para dar uma remexida nessa lista. O homem tá devendo um filme REALMENTE GRANDE desde MUNICH.

Trailer do novo filme de Rodrigo Aragão - MAR NEGRO

ONLY GOD FORGIVES

ATAQUE DE FILMES RECENTES

COSMÓPOLIS (2012): O livro de Don DeLillo no qual o filme se baseia é simplesmente fantástico. Nas mãos de um diretor do porte de um Cronenberg, não poderia dar errado. A trama é sobre um jovem milionário (Robert “alergia de vagina” Pattinson) que resolve cruzar a cidade de Nova York em busca de um corte de cabelo. Mas o que vemos, realmente, é uma análise ácida sobre o capitalismo. COSMÓPOLIS transcorre quase totalmente dentro da limousine do personagem, onde Cronenberg pratica sua impecável mise en scène, contando também com o ótimo desempenho do elenco (exceto Pattinson, que não decepciona, mas eu escolheria outro no lugar). Gostei muitíssimo. Apenas acho exagero quando dizem que "o velho Cronenberg está de volta". Tá certo que a narrativa causa aquela estranheza de sua fase áurea, mas ainda está longe de ser o Cronenberg de CRASH ou VIDEODROME, mas isso não quer dizer muita coisa. O diretor continua fazendo cinema de alto nível mesmo quando não faz uma obra prima. Ao me…

UNIVERSAL SOLDIER 4: DAY OF RECKONING (2012), by Kurt Breichen

Para ler, clique na imagem e acesse o blog MONSTER?! We're British, you know.

70 ANOS DE MARTIN SCORSESE

Contagem regressiva BULLET TO THE HEAD #4: SOUTHERN COMFORT (1981)

Com o lançamento do trailer número 2 de BULLET TO THE HEAD, novamente fiquei animado em ver e rever alguns filmes do mestre Walter Hill, fazendo aqui no blog uma ansiosa contagem regressiva para seu próximo trabalho, um dos acontecimentos cinematográficos mais aguardados do próximo ano. Especialmente depois das críticas que saíram após sua exibição no Festival de Roma. Ok, todos já perceberam que BULLET IN THE HEAD é o meu novo MERCENÁRIOS 2… vamos logo ao SOUTHERN COMFORT!

É sobre um grupo da Guarda Nacional americana que faz uns treinamentos de localização e navegação pelos pântanos da Louisiana, tentando encontrar um local específico, exercitando a utilização de mapas, etc. A maioria deles está levando o trabalho bem à sério, muito preocupados com as putas que vão comer quando terminar o exercício. Quero dizer, até mesmo as armas que levam em punho estão carregadas com festim. Em quem vão atirar? Estão em solo americano, não existe inimigo nesse treinamento…


Os problemas começam q…

REVENGE (1990)

Lembrei que assisti a REVENGE. Foi logo depois que o Tony Scott pulou de uma ponte há poucos meses. Quem me acompanha sabe que tenho costume de “homenagear” diretores/atores recém falecidos, vendo ou revendo um de seus trabalhos e postando alguns comentários e tal. Escolhi este aqui, primeiramente, porque é um dos filmes menos comentados do Scott e, segundo, porque meu velho amigo Daniel Vargas vivia me enchendo, dizendo que se tratava de um dos melhores filmes do “Toninho”. E não é que o sujeito tinha razão?

Até o Kevin Costner não decepciona em REVENGE, interpretando um piloto de caça da marinha americana que resolve se aposentar e ir para o México onde tem um amigo rico, chamado Tibey, também conhecido por Tiburón, vivido pelo monstro Anthony Quinn. Parece ser um sujeito legal e já não me recordo direito de onde surgiu a amizade entre os dois, já que Quinn é bem mais velho, mas a todo momento há um pressentimento ruim em relação a Tibey, sempre rodeado por guarda-costas de óculos …

DJANGO UNCHAINED - Poster e Trailer # 2

THE LAST STAND - Poster e Trailer # 2

THE ABC'S OF DEATH - TRAILER

WRONG TURN (2003 - 2012)

Nunca dei bola para a franquia de terror WRONG TURN, mas outro dia entrei num desses sites especializados em filmes de horror e vi que estava pra sair o quinto exemplar, e pensei comigo, “não é possível que os quatro anteriores sejam tão descartáveis pra ganhar mais um capítulo”. Portanto, separei dois minutos da minha vida para assistir ao trailer de WRONG TURN 5. E não é que gostei muito do que vi? Logo, como estava de bom humor, arranjei todos os filmes, e resolvi dar uma conferida na série inteira. Abaixo, alguns pequenos comentários, que podem ou não conter spoilers


O primeiro WRONG TURN, de 2003, dirigido por Rob Schmidt, não vai receber nenhum prêmio de criatividade, mas realmente me surpreendeu pela qualidade técnica. Na verdade, não era pra ter surpresa alguma, já que nos créditos iniciais surge o nome de Stan Winston como produtor, então era óbvio que no departamento de efeitos especiais e maquiagem, a coisa iria funcionar de maneira impecável. No entanto, o mais legal é qu…